março, 2024

Pilares para uma Vida Ativa e Plena

Por Anna Cláudia Passani Ferreira

Em uma postagem recente, exploramos a importância de viver mais e melhor, destacando os pilares fundamentais para um envelhecimento saudável, tais como Saúde, Educação, Segurança e Participação. Neste artigo, aprofundaremos o papel da Saúde e da Educação como condições vitais para promover a longevidade e o bem-estar.

 

Saúde e Longevidade:

A Saúde desempenha um papel crucial na busca por uma vida mais longa e saudável. Além de englobar a promoção da saúde, que envolve a manutenção de fatores de risco baixos e a elevação dos fatores de proteção, a prevenção de doenças torna-se essencial. Estratégias como a prevenção primária (abstenção de hábitos prejudiciais), secundária (detecção precoce de doenças crônicas) e terciária (tratamento clínico adequado) contribuem para reduzir o risco de incapacidades. Investir em políticas públicas, campanhas e ações específicas para a população idosa é vital para garantir um envelhecimento ativo e saudável.

 

Educação e Reserva Cognitiva:

O pilar da Educação desempenha um papel crucial na saúde mental da pessoa idosa. A demência, uma preocupação crescente em países de baixa e média renda, pode ser retardada ou prevenida através do aumento do nível de instrução. Relatórios da Organização Mundial de Saúde destacam que a escolaridade é um fator protetor, ampliando os recursos cognitivos e tornando as pessoas mais resilientes aos sintomas clínicos de alterações cerebrais degenerativas. A reserva cognitiva desenvolvida por meio da educação protege contra demências, tornando o aprendizado ao longo da vida uma ferramenta valiosa na busca por uma longevidade saudável.

 

Estimulação Cognitiva e Prevenção:

A fisioterapeuta Mariana Reis Santimaria, especialista em Gerontologia, enfatiza que intervenções específicas, como a estimulação cognitiva, são preconizadas para prevenir ou retardar manifestações clínicas de demências. Cultivar o aprendizado contínuo ao longo da vida cria uma reserva cognitiva essencial na proteção contra doenças cerebrais degenerativas, como Alzheimer, Parkinson, esclerose múltipla ou acidente vascular cerebral.

A Saúde e a Educação são peças-chave para a conquista de uma longevidade saudável. Ao compreendermos a importância da prevenção, promoção da saúde e estimulação cognitiva, pavimentamos o caminho para um envelhecimento ativo e pleno. No próximo texto, exploraremos os pilares da Segurança e Participação, completando o quadro fundamental para uma vida longa e com qualidade.

Acesse nossas pós-graduações

× Fale com nosso time pelo whatsapp